PJuvenil Multimédia Palavra de Deus Oração em Missão Antigos Alunos

» Favoritos

» Recomendar

» Imprimir

» Fale Connosco

Revista Além-mar Revista Audácia Jornal Família Comboniana Exposição Missionária Virtual Facebook RSS
Indique o seu e-mail:
Utilizador:
Password:
 

Evangelho do dia

Evangelho do dia: Sexta, 21 de setembro de 2018

Evangelho segundo S. Mateus 9,9-13

«Por que motivo é que o vosso Mestre come com os publicanos e os pecadores?»


 


Comentário do dia: Santo Efrém


Naquele tempo, Jesus ia a passar, quando viu um homem chamado Mateus, sentado no posto de cobrança dos impostos, e disse-lhe: «Segue-Me». Ele levantou-se e seguiu Jesus.


Um dia em que Jesus estava à mesa em casa de Mateus, muitos publicanos e pecadores vieram sentar-se com Ele e os seus discípulos.


Vendo isto, os fariseus diziam aos discípulos: «Por que motivo é que o vosso Mestre come com os publicanos e os pecadores?».


Jesus ouviu-os e respondeu: «Não são os que têm saúde que precisam do médico, mas sim os doentes.


Ide aprender o que significa: "Prefiro a misericórdia ao sacrifício". Porque Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores».


 


Santo do dia: S. Mateus, apóstolo e evangelista.

Evangelho do dia: Quinta, 20 de setembro de 2018

Evangelho segundo S. Lucas 7,36-50

«Porque muito amou»


 


Comentário do dia: São Bernardo


Naquele tempo, um fariseu convidou Jesus para comer com ele. Jesus entrou em casa do fariseu e tomou lugar à mesa.


Então, uma mulher – uma pecadora que vivia na cidade – ao saber que Ele estava à mesa em casa do fariseu, trouxe um vaso de alabastro com perfume; pôs-se atrás de Jesus e, chorando muito, banhava-Lhe os pés com as lágrimas e enxugava-lhos com os cabelos, beijava-os e ungia-os com o perfume.


Ao ver isto, o fariseu que tinha convidado Jesus pensou consigo: «Se este homem fosse profeta, saberia que a mulher que O toca é uma pecadora».


Jesus tomou a palavra e disse-lhe: «Simão, tenho uma coisa a dizer-te». Ele respondeu: «Fala, Mestre».


Jesus continuou: «Certo credor tinha dois devedores: um devia-lhe quinhentos denários e o outro cinquenta.


Como não tinham com que pagar, perdoou a ambos. Qual deles ficará mais seu amigo?».


Respondeu Simão: «Aquele – suponho eu – a quem mais perdoou». Disse-lhe Jesus: «Julgaste bem».


E voltando-Se para a mulher, disse a Simão: «Vês esta mulher? Entrei em tua casa e não Me deste água para os pés; mas ela banhou-Me os pés com as lágrimas e enxugou-os com os cabelos.


Não Me deste o ósculo; mas ela, desde que entrei, não cessou de beijar-Me os pés.


Não Me derramaste óleo na cabeça; mas ela ungiu-Me os pés com perfume.


Por isso te digo: São-lhe perdoados os seus muitos pecados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama».


Depois disse à mulher: «Os teus pecados estão perdoados».


Então os convivas começaram a dizer entre si: «Quem é este homem, que até perdoa os pecados?».


Mas Jesus disse à mulher: «A tua fé te salvou. Vai em paz».


 


Santo do dia: Santos André Kim Taegón, presbítero, Paulo Chóng Hasang e companheiros, mártires, +1846.