PJuvenil Multimédia Palavra de Deus Oração em Missão Antigos Alunos

» Favoritos

» Recomendar

» Imprimir

» Fale Connosco

Revista Além-mar Revista Audácia Jornal Família Comboniana Exposição Missionária Virtual Facebook RSS
Indique o seu e-mail:
Utilizador:
Password:
 

Evangelho do dia

Evangelho do dia: Terça, 26 de março de 2019

Evangelho segundo São Mateus 18,21-35

«Não devias, também tu, compadecer-te do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?»


 


Comentário do dia: São Cesário de Arles


Naquele tempo, Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou-Lhe: «Se meu irmão me ofender, quantas vezes deverei perdoar-lhe? Até sete vezes?».


Jesus respondeu: «Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete.


Na verdade, o reino de Deus pode comparar-se a um rei que quis ajustar contas com os seus servos.


Logo de começo, apresentaram-lhe um homem que devia dez mil talentos.


Não tendo com que pagar, o senhor mandou que fosse vendido, com a mulher, os filhos e tudo quanto possuía, para assim pagar a dívida.


Então o servo prostrou-se a seus pés, dizendo: "Senhor, concede-me um prazo e tudo te pagarei".


Cheio de compaixão, o senhor daquele servo deu-lhe a liberdade e perdoou-lhe a dívida.


Ao sair, o servo encontrou um dos seus companheiros que lhe devia cem denários. Segurando-o, começou a apertar-lhe o pescoço, dizendo: "Paga o que me deves".


Então o companheiro caiu a seus pés e suplicou-lhe, dizendo: "Concede-me um prazo e pagar-te-ei".


Ele, porém, não consentiu e mandou-o prender, até que pagasse tudo quanto devia.


Testemunhas desta cena, os seus companheiros ficaram muito tristes e foram contar ao senhor tudo o que havia sucedido.


Então, o senhor mandou-o chamar e disse: "Servo mau, perdoei-te tudo o que me devias, porque mo pediste.


Não devias, também tu, compadecer-te do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?".


E o senhor, indignado, entregou-o aos verdugos, até que pagasse tudo o que lhe devia.


Assim procederá convosco meu Pai celeste, se cada um de vós não perdoar a seu irmão de todo o coração».


 


Santo do dia: S. Ludgero, bispo, +809; S. Bráulio de Saragoça, bispo, +651.

Evangelho do dia: Segunda, 25 de março de 2019

Evangelho segundo São Lucas 1,26-38

 


 


Solenidade da Anunciação do Senhor


«Grandes coisas fez em mim o Omnipotente» (Lc 1, 49)


 


Comentário do dia: Santo Efrém


Naquele tempo, o Anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré, a uma Virgem desposada com um homem chamado José, que era descendente de David. O nome da Virgem era Maria.


Tendo entrado onde ela estava, disse o Anjo: «Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo».


Ela ficou perturbada com estas palavras e pensava que saudação seria aquela.


Disse-lhe o Anjo: «Não temas, Maria, porque encontraste graça diante de Deus.


Conceberás e darás à luz um Filho, a quem porás o nome de Jesus.


Ele será grande e chamar-Se-á Filho do Altíssimo. O Senhor Deus Lhe dará o trono de seu pai David; reinará eternamente sobre a casa de Jacob e o seu reinado não terá fim».


Maria disse ao Anjo: «Como será isto, se eu não conheço homem?».


O Anjo respondeu-lhe: «O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus.


E a tua parenta Isabel concebeu também um filho na sua velhice e este é o sexto mês daquela a quem chamavam estéril;


porque a Deus nada é impossível».


Maria disse então: «Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra».


 


Santo do dia: S. Tarásio, patriarca de Constantinopla, séc. VIII.