Notícias
23 julho 2020

Tráfico de madeira pau-rosa

Tempo de leitura: 1 min
Continua o abate ilegal das árvores de pau-rosa, protegidas pelas convenções internacionais ambientais, e a sua exportação da Gâmbia para a China
---

A ONG Trial International apresentou uma denúncia no Tribunal Penal Internacional contra um conhecido empresário suíço-gambiano, Nicolae Bogdan Buzaianu. O motivo: cortar ilegalmente árvores de pau-rosa em Casamance, no sul do Senegal, para exportá-las para a Gâmbia. Conhecido como o "pequeno génio da energia" porque fez fortuna ao introduzir a eletricidade na Gâmbia, sempre foi protegido pelo ex-Presidente Yahya Jammeh.

As árvores de pau-rosa são uma espécie protegida e pela qual os empresários chineses pagam muito dinheiro para fazer móveis. Em 2019, segundo os dados apresentados numa reportagem em Março passado na BBC, a estação pública britânica, a Gâmbia exportou 100 mil toneladas de madeira, quatro vezes mais do que no ano anterior, o que só é possível porque a madeira da árvore do pau-rosa, já inexistente no país, é cortada nos países vizinhos, principalmente no Senegal, e vendida como sendo da Gâmbia.

Partilhar
---
EDIÇÃO
Julho 2020 - nº 587
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.