Artigos
11 maio 2024

O missionário que mudou a agricultura de um país

Tempo de leitura: 15 min
Em meados dos anos 1960, os missionários de La Salle no Ruanda, impulsionados pelo irmão Jules Wieme, lançaram o Projecto Byumba. Com o tempo, a obra social desenvolveu-se, mas mantém-se fiel aos seus princípios.
Josean Villalabeitia
---

Dizem que o Ruanda é o país das mil colinas e que, quando o percorremos, não é preciso explicar a razão. As estradas, de qualquer categoria, são um contínuo sobe e desce entre eucaliptais, campos cultivados em socalcos e aldeias que se enchem de actividade assim que sabem que têm visitantes. Dirigimo-nos ao Colégio La Salle Kirenge, nos arredores de Kisaro, a poucos quilómetros de Byumba, a capital do Nordeste do Ruanda. Chegamos ao nosso destino por uma estrada nacional impecável, com postes de iluminação a funcionar, construída pelos Chineses há alguns anos.

Acolhe-nos o director do colégio, o irmão Julien Nimusabimanizatwumva, que nos explica, para nossa surpresa, que a escola em que nos encontramos tem muito que ver com os socalcos que vimos à beira da estrada e que, de facto, cobrem grande parte das zonas rurais do país. A ligação estaria no missionário belga Jules Wieme, muito mais conhecido pelo seu nome religioso, irmão Cyrille, que fomentou o grande projecto de construção de socalcos agrícolas em todo o país e, no âmbito da congregação, o La Salle Kirenge.

Partilhar
---
EDIÇÃO
Maio 2024 - nº 746
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.