Artigos
23 maio 2024

Missão do barco-hospital Laguna Negra

Tempo de leitura: 5 min
Na Prelazia de Lábrea, no Estado de Amazonas, Brasil, o barco-hospital Laguna Negra, em parceria com a Comunidade Epifania, serve para anunciar o Evangelho e ajudar a melhorar as condições de saúde e qualidade de vida da população indígena e ribeirinha.
Comunidade Epifania
---
O barco-hospital Laguna Negra

 

Em 2006, a Comunidade Epifania inicia uma missão na Prelazia de Lábrea, no Brasil, enviando quatro missionárias consagradas para auxílio na formação pastoral na Paróquia de São João Batista no Município de Canutama, na Prelazia de Lábrea. O trabalho com a população ribeirinha é belo e ao mesmo tempo um desafio, pois a situação sanitária no local é alarmante. As sedes dos municípios dispõem de pequenos hospitais, que funcionam sem nenhuma estrutura. É fácil presenciar pessoas a morrer devido à mordedura de cobras por falta de soro antiofídico nos hospitais da região. As doenças tropicais, muito comuns nas enchentes e vazantes, fazem verdadeiros estragos, principalmente nas crianças.

Em Janeiro de 2007, ao realizar uma visita à casa da missão em Canutama, e deparando-se com este desafio, Dóris Pereira de Almeida, fundadora da Comunidade Epifania, sentiu uma inspiração para iniciar um trabalho direccionado especificamente à população ribeirinha e indígena por meio de um barco-hospital que percorreria o rio Purus, com o objectivo de dar atendimento médico e odontológico a esta mesma população.

 

Pag42_A

Atendimento odontológico realizado por um médico dentista voluntário no barco-hospital Laguna Negra

 

O serviço do barco-hospital

O projecto começa, então, a ser desenvolvido em 2007 pela Comunidade Epifania. Os municípios que abrangem a Prelazia de Lábrea são o cenário da Missão Laguna Negra, que visa também despertar nos voluntários da área da saúde a vivência da vocação missionária, convivendo, conhecendo, aprendendo e trocando experiências na realidade amazónica das comunidades ribeirinhas e indígenas.

A embarcação é propriedade da Prelazia de Lábrea e conta com dois consultórios médicos, um consultório odontológico, três camarotes com camas; cozinha com fogão, armários e máquina de fazer pão, além de outras instalações para o pessoal. A energia utilizada na embarcação é gerada por dois motores que funcionam com diesel, com alto consumo deste combustível. Durante a missão, os atendimentos diários têm início às 8h00 e término às 17h00. No final ou início de cada dia, é realizado um momento de celebração ou uma missa, presidida por padres que acompanham a viagem. Diversas actividades são realizadas durante o período de três meses ao longo da missão: consultas médicas com exame clínico, medição da pressão arterial, administração e fornecimento de medicamentos; tratamento odontológico (extracções, restaurações, profilaxia, consultas e palestras preventivas sobre higiene oral; curativos e atendimentos urgentes com administração de medicamento endovenoso e intramuscular; visitas domiciliárias com atendimento médico aos idosos e acamados, bem como de apoio espiritual realizado pelos sacerdotes.

 

Pag42_B

Grupo de crianças ribeirinhas participam em actividades com uma voluntária

 

Igreja em missão

A missionária da Comunidade Epifania Eliana Machado, em declarações ao portal Vaticannews, assinala que a comunidade organiza a coordenação da missão com o apoio da Arquidiocese de Vitória e da Prelazia de Lábrea, por meio do Projecto Igreja-Irmã, que realiza colectas para a manutenção da viagem, com combustível e alimentação, mas a principal doação é de medicamentos.

«No ano de 2023, realizámos aproximadamente seis mil atendimentos à população ribeirinha e comunidades indígenas. Além de visitas missionárias, actividades pastorais e celebrações eucarísticas. O nosso desejo é sempre levar esperança, caridade e amor aos nossos irmãos e irmãs da nossa Igreja-irmã de Lábrea. Todos os anos contamos com os voluntários da saúde que fazem essa missão junto com a Igreja», destaca a consagrada. 

O Projecto Igreja-Irmã foi criado pela CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – no final do ano de 1972. O objectivo é partilhar a fé, os dons da graça, as experiências pastorais, pessoas e recursos financeiros como gestos de caridade cristã para com as Igrejas da Amazónia. No início de 1972, a Arquidiocese de Vitória assumiu o projecto com a Prelazia de Lábrea. Os projectos missionários desenvolvidos na Amazónia com o apoio das Igrejas Irmãs servem de sinal, recordação e incentivo para que toda a Igreja no Brasil seja, de facto, missionária, «em estado permanente de missão». 

QUERO APOIAR

 

 alem-mar_apoio

Partilhar
---
EDIÇÃO
Julho 2024 - nº 748
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.