Artigos
05 setembro 2019

Por uma igreja e uma espiritualidade profética e ecológica

Tempo de leitura: 11 min
De 6 a 27 de Outubro próximo, realiza-se o Sínodo Pan-Amazónico convocado pelo Papa Francisco em 2017, com o objectivo de «encontrar novos caminhos para a evangelização daquela porção do Povo de Deus, especialmente dos indígenas».
Olga Consuelo Vélez
Doutora em Teologia
---

A Amazónia pertence a nove países: Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Venezuela, Suriname, Guiana Inglesa e Guiana Francesa. Concentram-se ali um terço das reservas florestais primárias do mundo. Nela habitam cerca de 34 milhões de pessoas, das quais mais de três milhões são indígenas, pertencentes a mais de 390 grupos étnicos.

O caminho de preparação para o sínodo começou durante a visita do Papa Francisco a Puerto Maldonado (Peru), em Janeiro de 2018, onde demonstrou a sua preocupação com os povos indígenas: «Provavelmente, nunca os povos originários amazónicos estiveram tão ameaçados nos seus territórios como o estão agora. A Amazónia é uma terra disputada em várias frentes.»

Partilhar
Tags
Artigos
---
EDIÇÃO
Novembro 2019 - nº 698
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.