Artigos
23 setembro 2020

Tapetes sem igual no mundo

Tempo de leitura: 8 min
A arte da tapeçaria do Azerbaijão é única no mundo: é uma tradição milenar, é um estilo de linguagem mística e pedagógica, é uma marca da identidade azeri, que hoje é património da Humanidade.
Fernando Félix
Jornalista
---

Em Lahij, nas montanhas do Azerbaijão, quatro gerações reúnem-se em torno do tear onde está a ser produzido um tapete. A mulher que está a tecer aprendeu a arte quando tinha 5 anos. O tear onde se estreou estava sobre o tapete que a sua mãe recebeu de dote, e que fora feito pela sua avó. A filha desta mulher reveza com ela, e também se senta ao tear para mostrar e aperfeiçoar as suas habilidades na tecelagem.

A tecelagem de tapetes no Azerbaijão é feita predominantemente pelas mulheres da casa. Mas também há homens a tecer. Durante o Inverno, as mulheres da família alargada reúnem-se, e cada uma realiza a sua parte criativa do trabalho. Nessa ocasião, as meninas e os meninos aprendem com as mães e avós, e as esposas ajudam as sogras.

Partilhar
---
EDIÇÃO
Outubro 2020 - nº 706
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.