Artigos
20 março 2021

As igrejas do Ocidente têm-se esquecido das igrejas do Oriente

Tempo de leitura: 16 min
Estudioso do Cristianismo no Médio Oriente que escolheu viver entre refugiados na Alemanha, o monge Andreas Knapp louva «a decisão corajosa» do Papa Francisco de visitar o Iraque. Porque é importante salvar uma comunidade que, apesar das perseguições e das chacinas, não renuncia à sua fé.
Margarida Santos Lopes
Jornalista
---
Missa num templo da Igreja Caldeia em Mossul (© Lusa/Ammar Salih) 

Fascinado pela história, cultura e rituais dos cristãos do Médio Oriente, sobretudo desde que descobriu a existência de comunidades que ainda se exprimem em aramaico, a língua de Jesus, o monge e poeta Andreas Knapp conhece bem o sofrimento dos que foram obrigados a deixar as suas casas em busca de um porto seguro na Europa.

Partilhar
Tags
Artigos
---
EDIÇÃO
Abril 2021 - nº 712
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.