Artigos
23 maio 2019

Do coronel Kadhafi ao marechal Haftar

Tempo de leitura: 5 min
Enquanto Argelinos e Sudaneses fazem cair déspotas, os Líbios temem o advento de outra ditadura que ameaça transformar o seu país num Iémen do Mediterrâneo.
Margarida Santos Lopes
Jornalista
---

As Nações Unidas esperavam que, depois de anos de conflito e anarquia desde a queda de Muammar Kadhafi, os senhores da guerra na Líbia estariam dispostos a negociar uma partilha de poder e a unificar o país.

Uma conferência nacional estava marcada para 14 de Abril, mas foi indefinidamente adiada quando, no dia 5, Khalifa Haftar, o homem-forte em Cirenaica (Leste) e Fezã (Sul) decidiu avançar sobre Trípoli, a capital, na Tripolitânia (Oeste). O seu objectivo declarado é derrubar o primeiro-ministro, Fayez al-Sarraj, do Governo do Acordo Nacional (GAN), até agora reconhecido pela maior parte da comunidade internacional.

Partilhar
---
EDIÇÃO
Junho 2019 - nº 692
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.