Artigos
03 março 2023

Francisco, o peregrino da paz

Tempo de leitura: 21 min
Ninguém ficou indiferente às mensagens do Papa nos seis dias que durou a sua quinta viagem apostólica a África. Para avaliar o impacto das palavras proferidas, a «Além-Mar» entrevistou o padre jesuíta congolês Toussaint Kafarhire Murhula e o bispo comboniano de Rumbek, Christian Carlassare.
Margarida Santos Lopes
Jornalista
---
Encontro com os jovens congoleses, aos quais convidou a ser «campeões da fraternidade», na luta pela paz, contra a corrupção e o tribalismo (© LusaEPA/Ciro Fusco)

Toussaint Kafarhire Murhula testemunhou «um momento realmente único», uma paradoxal demonstração de júbilo num país em sofrimento. No dia 31 de Janeiro, ao longo de 27 quilómetros, desde o aeroporto internacional de Ndjili até ao Palais da la Nation (sede da presidência), no centro de Kinshasa, «multidões de fiéis católicos erguendo bandeiras, tambores, apitos, estandartes e muito mais» festejaram e agradeceram a muita ansiada visita do Papa Francisco.

Partilhar
Tags
Artigos
---
EDIÇÃO
Fevereiro 2024 - nº 743
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.