Opinião
29 agosto 2023

Sonhar

Tempo de leitura: 4 min
Na Bíblia, os sonhos são muitas vezes um dom especial que Deus concede para que as pessoas possam «ver» o futuro que Deus promete e para o qual nos vai conduzindo.
P. Fernando Domingues
Missionário Comboniano
---
(© 123RF)

 

Sonhar parece ser uma das coisas que só os seres humanos conseguem fazer. Sonhamos durante o sono, e dizem que, entre outras coisas, é assim que o nosso espírito organiza as memórias do dia e cria em nós espaço vital para acolher e assimilar experiências novas; mas sonhamos também «de olhos abertos», quando imaginamos o futuro que gostaríamos de construir, e esse sonho gera em nós energias que nos tornam capazes de viver o momento presente animados pela alegria do futuro que nos espera. Sonhar, no sentido plenamente humano, tem que ver com a capacidade de viver o presente com as energias sempre novas dos sonhos que acalentamos e que vamos construindo. Assim, não surpreende que, na Bíblia, os sonhos sejam muitas vezes um dom especial que Deus concede para que as pessoas possam «ver» o futuro que Deus promete e para o qual nos vai conduzindo. Seria interessante folhear a Bíblia à descoberta dos muitos sonhos que lá se encontram, e do que eles significam. Consideremos alguns.

O sonho de Abraão. A dormir, ou acordado no meio da noite, Abraão ouve a voz de Deus, que o convida a olhar para as estrelas e a contá-las, se se atreve... «Assim será a tua descendência, numerosa como as estrelas do céu e como a areia nas praias do mar» (Gen 15,5-5). Para um homem que já começava a sentir o peso dos anos e a tristeza de uma vida sem descendência, Abraão descobre que Deus sonha mais alto e mais longe: será pai de um povo inteiro que Deus vai abençoar, e a sua vida já não será a de um nómada errante, mas a de um peregrino a caminho de uma terra prometida pelo próprio Deus.

O sonho de José. Recém-casado com Maria, vive um momento de confusão e de incerteza, enquanto ainda não viviam juntos. Que fazer com a sua esposa e com o bebé que cresce já no seu ventre! Deus fala-lhe num sonho: o que parece um problema é afinal uma nova possibilidade que o próprio Deus está a realizar; aquele menino será o messias que Deus há tanto tempo prometera ao seu povo, e o próprio José será o pai encarregado por Deus para ensinar ao Seu filho os caminhos da vida humana. Lendo os evangelhos, podemos intuir que muitas das palavras lindas que dizia sobre o Pai do Céu, Jesus as terá aprendido e visto realizadas no seu pai da terra.

O sonho de Pedro. Pedro estava a dormir a sesta em Jope. E no sonho, Deus mostra-lhe um lençol que desce do Céu repleto do que Pedro costumava pensar que eram criaturas imundas, impuras. E a voz de Deus que o convidava a comer. «Nunca», diz Pedro, «eu nunca aceitarei nada de impuro!» E Deus, «já não há criaturas – e muito menos pessoas impuras!» (cf. Actos 10,9-17). Com a morte e ressurreição de Cristo, toda a Humanidade é agora feita de filhos e filhas de Deus. Não tenhas medo de acolher a todos na comunidade dos discípulos de Jesus. Sabemos que, mais tarde, Pedro ainda terá hesitações a este respeito. Mas os sonhos de Deus apontam o caminho certo. E hoje, a Igreja aí está, feita de gente de todos os povos, línguas e nações da Terra.

Um dito africano reza que, no sono, fechamos os olhos do corpo, e abrimos os olhos do espírito, e vemos o que Deus nos quer mostrar em sonhos. É bom sonhar!   

QUERO APOIAR

 

 alem-mar_apoio

 

Partilhar
---
EDIÇÃO
Fevereiro 2024 - nº 743
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.