Opinião
30 março 2021

Acreditar é caminhar à escuta

Tempo de leitura: 3 min
Hoje, nós, cristãos, continuamos a escutar a palavra de Deus – sobretudo lendo os Evangelhos, que nos apresentam Jesus: a sua pessoa, os seus gestos…
Fernando Domingues
Missionário Comboniano
---

Conta-nos São Marcos no seu Evangelho (Mc 12,29) que um dia, entre as pessoas que se tinham reunido perto de Jesus, estava um escriba que, intrigado por aquilo que Jesus dizia, levantou a voz e lhe perguntou: «Qual é o primeiro de todos os mandamentos?» É que os estudiosos que investigavam as Sagradas Escrituras tinham encontrado nelas centenas de leis e preceitos, e as pessoas mais simples precisavam de ajuda para saber o que era mesmo essencial para fazer a vontade de Deus.

Para ajudar sobretudo os mais novos que iam à sinagoga aos sábados para aprender a Lei de Deus que tinham recebido dos antepassados, os escribas gostavam de usar uma adivinha que dizia isso mesmo: «Qual é o primeiro (mais importante) preceito da Lei?»

Os mais espertos já sabiam a resposta de cor: «Observar o descanso no dia sagrado, que é o sábado.»

«E porquê?», perguntava o catequista. «Porque o próprio Deus observou esse preceito descansando ao sétimo dia (sábado), depois de ter feito todos os trabalhos da criação do Universo» (Gn 2,2).

Mas Jesus preferiu outra resposta que foi buscar ao livro do Deuteronómio. Conta que Moisés quis recordar ao povo de Israel o essencial da Lei de Deus, antes de o povo entrar na terra prometida: «Escuta Israel, o Senhor é o nossos Deus…» (6,4). Para que o caminho do povo de Israel na terra que Deus lhes tinha prometido fosse um percurso de vida e não de morte, era preciso caminhar escutando Deus e a sua palavra. E por isso Deus foi enviando profetas que transmitiam ao povo as suas mensagens.

Também para Jesus o mais importante era escutar a Deus e a Sua Palavra. É a partir de aí que seremos capazes de viver amando e perdoando. É assim que teremos luz e força para seguir o caminho que Deus nos indica.

Hoje, nós, cristãos, continuamos a escutar a palavra de Deus – sobretudo lendo os Evangelhos, que nos apresentam Jesus: a sua pessoa, os seus gestos… Ele é a Palavra mais clara e mais completa que Deus nos enviou. Gostamos de escutar essa Palavra lendo-a e meditando-a nos nossos momentos de recolhimento pessoal; saboreando a Palavra, no nosso silêncio, vamos aprendendo a escutar o que Deus tem para nos dizer. Mas também nos ajudamos uns aos outros nessa escuta, partilhando entre nós aquilo que vamos ouvindo e como vamos entendendo a mensagem dos evangelhos. É por isso que, quando nos reunimos para celebrar a Eucaristia sempre lemos e comentamos algum texto do Evangelho.

De facto, é muito difícil que uma pessoa chegue à fé caminhando sozinho. Paulo de Tarso, um dos grandes protagonistas dos inícios da igreja cristã, deixou escrito: «E como acreditarão, se não ouviram? E como escutarão se ninguém lhes anunciar?  Maravilhosos são os pés dos que anunciam boas notícias» (cf. Carta aos Romanos 10,14 ss).

A fé cristã, acreditar em Cristo, não é só acreditar que Jesus Cristo existiu, é caminhar no nosso dia-a-dia escutando a Deus, que nos continua a falar desse mesmo Jesus nos Evangelhos. É por isso que a tarefa principal dos missionários é anunciar o Evangelho de Jesus Cristo para que outros também o possam escutar e acreditar.

QUERO APOIAR

 

alem-mar_apoio

 

Partilhar
---
EDIÇÃO
Setembro 2021 - nº 716
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.