A Abrir
01 junho 2021

Recuperar os ecossistemas

Tempo de leitura: 2 min
A recuperação dos ecossistemas é uma ação global e um desafio para todos nós.
Bernardino Frutuoso
---

Celebramos a 5 de junho o Dia Mundial do Ambiente, este ano dedicado à recuperação dos ecossistemas. Nesta ocasião junta-se à efeméride outro acontecimento importante: lança-se a Década das Nações Unidas para a Recuperação dos Ecossistemas. O que se procura é que a humanidade se sensibilize para esta realidade, se junte e trabalhe para prevenir, deter e reverter a degradação dos ecossistemas em todo o planeta.

Os ecossistemas da Terra são a base da prosperidade e do bem-estar da humanidade. No entanto, muitos desses sistemas ecológicos – formados por um meio ambiente e o conjunto dos seres vivos que, em relacionamento mútuo normal, ocupam esse meio – estão ameaçados pela ação dos seres humanos. Há ecossistemas de florestas, montanhas, terras agrícolas, matagais, água doce, oceanos e costas que foram destruídos ou se encontram muito danificados. Estima-se que existam mais de dois mil milhões de hectares de paisagens degradadas e desflorestadas no mundo que podem ser restauradas. Pela sua importância para a vida no planeta, é necessário recuperar esses ecossistemas. Desse modo, combatem-se as alterações climáticas e contribui-se, por exemplo, para a erradicação da pobreza, a segurança alimentar, a conservação da água e da biodiversidade.

A recuperação dos ecossistemas é uma ação global e um desafio para todos nós. Nas nossas casas, escolas e paróquias, também podemos realizar algumas iniciativas: plantando árvores, organizando a limpeza das margens de um rio ou nas costas do mar, cultivando flores para ajudar na polinização...

Vamos, portanto, pôr mãos à obra e cuidar com criatividade e responsabilidade da nossa Casa Comum, a Terra.

Partilhar
Tags
A Abrir
---
EDIÇÃO
Junho 2021 - nº 597
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.