Sala de convívio
14 novembro 2020

Milhões em jogo

Tempo de leitura: 3 min
Ganhar dinheiro não é um desporto, mas o desporto dá muito dinheiro a ganhar a alguns.
Luís Óscar
---

E até há quem se dedique a pôr os desportistas numa curiosa competição, fazendo contas aos valores extraordinários que os melhores recebem, com resultados que impressionam mais do que as proezas desportivas deles.

A pandemia foi particularmente dura para o desporto profissional. Só a FIFA, que gere o futebol mundial, avalia em 12 mil milhões de euros as perdas de receita na modalidade, em seis meses. Mas os números que causam maior perplexidade são os valores pagos pelos atletas e os que eles próprios recebem. No verão, o argentino Lionel Messi só não saiu do Barcelona porque não houve quem pagasse 700 milhões de euros pela cláusula de rescisão. E não é o mais caro: o francês Karim Benzema e o galês Gareth Bale, ambos do Real Madrid, têm cláusulas de mil milhões. O jovem português Trincão, contratado pelo Barcelona ao Sporting de Braga, está “preso” por 500 milhões euros.

Partilhar
Tags
Campeões
---
EDIÇÃO
Dezembro 2020 - nº 591
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.