Sala de convívio
24 outubro 2021

O semáforo

Tempo de leitura: 2 min
Observo, cheio de esperança no nosso povo, como uma verdadeira procissão de automóveis param o passo à vista do semáforo vermelho, acendendo em mim o semáforo verde da consciência coletiva do nosso povo.
Miguel Pinto Monteiro e João Martins
---

O dia escaldava! Sentados na soleira da porta, espalhados ao longo dos três degraus da casa da minha tia Delfina, nós, o bando dos primos, destilávamos indolentes o calor e a preguiça própria das três horas da tarde daquele dia de verão tórrido.

O alcatrão fumegante parecia uma verdadeira frigideira. O calor abrasador sufocava-nos e silenciava a Natureza! O silêncio, somente quebrado pela algazarra das cigarras, dava lugar e espaço ao pensamento.

Partilhar
---
EDIÇÃO
Janeiro 2022 - nº 603
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.