Notícias
25 setembro 2019

Ilha à beira do desastre renasce

Tempo de leitura: 1 min
Os habitantes da pequena ilha de Kokota (Tanzânia), com apenas um quilómetro quadrado, tinham destruído a floresta e viram-se em risco de não sobreviver. Plantaram milhares de árvores e agora são um exemplo de reação às alterações climáticas.
Redação
---

O desmatamento causado pelos habitantes locais e as mudanças climáticas globais colocaram a pequena ilha de Kokota, na Tanzânia, à beira da destruição. Todavia, em vez de sucumbir aos desafios ambientais, os seus 500 habitantes tornaram-se um excelente exemplo de adaptação e transformação.

Sem árvores nem sombra, o solo da ilha tornou-se poeira e os rios de água doce secaram. Os habitantes viram-se privados de alimentos. Para obterem água potável, os kokotas tinham de navegar 15 horas para a obter em ilhas vizinhas. Não tinham eletricidade e as estruturas básicas, como a escola, começavam a não funcionar.

Nestas andanças, repararam nos impactos positivos do reflorestamento na ilha de Pemba, através da ONG Community Forests International. Os habitantes de Pemba, que plantaram mais de dois milhões de árvores, ajudaram os de Kokota a plantar mais de 300 000 árvores, e os meios de subsistência da ilha foram totalmente restaurados.

 

Foto: Community Forests International (https://forestsinternational.org)

Partilhar
Tags
Notícias
---
EDIÇÃO
Dezembro 2019 - nº 580
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.