Mundo
06 outubro 2023

O ocaso do sandinismo e de um sonho

Tempo de leitura: 5 min
Na Nicarágua, quem discorda do casal de déspotas é «castigado», acusa o alto-comissário da ONU para os Direitos Humanos. O país da revolução sandinista, que até padres ajudaram a refundar, é hoje um Estado sem Direito.
Fernando Sousa
Jornalista
---
Daniel Ortega e a vice-presidente Rosario Murillo participam na comemoração do 40.o aniversário da Revolução Sandinista Popular, na Praça da Fé, em Manágua, em 2019 (© Lusa/EPAEPA/Jorge Torres)

 

Partilhar
---
EDIÇÃO
Março 2024 - nº 744
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.