Artigos
21 fevereiro 2021

Sobre a bondade dos bilionários

Tempo de leitura: 15 min
Há muito que organizações multilaterais – ONU, OMS, etc. – viram a sua influência diminuir. São as organizações privadas que comandam, principalmente as chefiadas por Bill Gates, o bilionário e superfilantropo americano. O que está por detrás deste filantrocapitalismo?
Paolo Moiola
Jornalista
---

A caridade deve ficar em silêncio. Não assinada, anunciada, ostentada. Anónima, em suma. Sabemos que nem sempre é o que acontece. No entanto, é apresentado à guisa de justificação, atinge-se o propósito – ajudar os menos favorecidos –, isso é ainda o bom e correcto.

Nicoletta Dentico, ex-directora dos Médicos Sem Fronteiras de Itália, analisa a caridade dos bilionários num livro que, logo no título, Ricos e Bons?, augura um trabalho exigente. E que a pergunta é retórica é de imediato compreendido pelo subtítulo: «As tramas sombrias do filantrocapitalismo» (Emi, Verona, Setembro de 2020).

Partilhar
Tags
Artigos
---
EDIÇÃO
Julho 2021 - nº 715
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.