Reportagens
22 novembro 2020

Detidas em Marrocos

Tempo de leitura: 2 min
Apesar da sua vulnerabilidade, as mulheres migrantes não têm escolha a não ser atravessar o continente africano para chegar a solo europeu.
Teresa Palomo
---

A meta? Um lugar numa frágil embarcação que as leve para a Europa pela rota do Mediterrâneo. O caminho? Uma corrida de fundo, com obstáculos infinitos que as impedem de avançar. Como sobrevivem as mulheres migrantes às portas da Europa? 

«Levei menos de vinte dias para ir do meu país até ao barco que me levaria à Europa. O pesadelo começou depois de termos sido interceptados pela Marinha Real Marroquina. Rapidamente percebi que tinha de sobreviver aqui» (Sylvi, Tânger, 2019).

Partilhar
---
EDIÇÃO
Dezembro 2020 - nº 708
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.