Reportagens
06 maio 2021

Amazónia: De terra de ninguém a terra privada

Tempo de leitura: 17 min
O assalto à Amazónia parece ter-se tornado uma invasão imparável. Especialmente com o impulso do capitão Bolsonaro e a emergência pandémica. Os povos indígenas, último baluarte defensivo, estão a pagar as consequências. Mas o problema é global, se a Amazónia for «património da Humanidade».
Paolo Moiola
Jornalista
---
Agentes ambientais do IBAMA (actualmente muito debilitada por Bolsonaro) e da Polícia Federal destroem máquinas usadas para mineração ilegal na margem do rio Xingu, a 70 km da cidade de Altamira, no estado do Pará, Amazonia brasileira, 31 de Agosto de 2019 (© Lusa/ Sebastiao Moreira)

 

Partilhar
---
EDIÇÃO
Junho 2021 - nº 714
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.