A Abrir
01 junho 2023

Combater a poluição plástica

Tempo de leitura: 1 min
Todos nós podemos colaborar ativamente na redução do consumo de plásticos.
Bernardino Frutuoso
---

No dia 5 deste mês, celebramos o Dia Mundial do Meio Ambiente, que neste ano de 2023 comemora o 50.o aniversário. Nesta ocasião, o tema escolhido para a sensibilização e ação ambiental é a poluição plástica, no âmbito da campanha #CombataAPoluiçãoPlástica.

O plástico, como sabes, está presente numa infinidade de produtos que usamos na nossa vida quotidiana: nos brinquedos, no calçado, nas embalagens, nos copos, nas garrafas, etc. Mais de 400 milhões de toneladas de plástico são produzidas a cada ano, metade das quais são usadas uma única vez e depois deitadas fora. Desse total, menos de dez por cento é reciclado. Estima-se que 19 a 23 milhões de toneladas acabam em lagos, rios e mares. Uma investigação, publicada recentemente na revista norte-americana PLOS One, estima que 170 mil milhões de pedaços de plástico, principalmente microplásticos, foram despejados no mar desde 2005. O peso total desses plásticos representa 2,3 milhões de toneladas. Este lixo ameaça os animais, que ficam presos nos pedaços maiores ou ingerem microplásticos (estas partículas transmitem-se na cadeia alimentar até chegar aos humanos).

Os representantes políticos mundiais estão a procurar assinar acordos que permitam terminar com a poluição plástica. Mas todos nós podemos colaborar ativamente na redução do consumo de plásticos, por exemplo, ao substituir os sacos de plástico por outros reutilizáveis de tecido ou ao evitar o consumo de copos, palhinhas, pratos, talheres ou garrafas de plástico.

Partilhar
Tags
A Abrir
---
EDIÇÃO
Março 2024 - nº 626
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.