A Abrir
05 maio 2024

Amor de mãe

Tempo de leitura: 1 min
O tamanho do amor de uma mãe poderá ser apenas comparável ao tamanho do amor de Deus
Bernardino Frutuoso
---

Li há dias o livro Deus na Escuridão, a última obra do escritor Valter Hugo Mãe, e gostei muito do que escreve sobre a grandeza do amor das mães e da analogia que faz com o amor de Deus. O autor assinala que o tamanho do amor de uma mãe poderá ser apenas comparável ao tamanho do amor de Deus. As mães, como Deus, cuidam dos filhos e amam-nos sem medida, acima de qualquer defeito ou falha, confortam-nos com um toque gentil ou um abraço, cozinham os seus pratos favoritos e têm a mesa pronta para comer quando regressam a casa, preocupam-se com ver como engordaram ou emagreceram, escutam as suas queixas e avaliam as suas mazelas, perdoam-lhes sem limites, ouvem-nos com paciência, esperam-nos pela noite com sonho ligeiro...

No dia 5 de maio, celebramos o Dia da Mãe e, para todos os que ainda a têm presente nesta terra, é a oportunidade para lhes expressar o nosso carinho e agradecer-lhes pelo seu amor incondicional. E para aqueles que já não as têm com eles é um momento para as recordar e oferecer uma oração.

Tenho a certeza de que o nosso amigo Jesus experimentou esse amor materno.
E, por isso, ele entregou-nos a sua mãe como nossa mãe, para que nunca nos sintamos órfãos. Neste mês, em que tradicionalmente lembramos o amor que a Virgem Maria nos tem, também lhe agradecemos com a oração da Ave-Maria (vê a página 58, informa-te e participa no concurso). Maria caminha connosco e leva-nos até Jesus, ajudando-nos a rezar e a viver a nossa fé com entusiasmo e alegria.

Partilhar
Tags
A Abrir
---
EDIÇÃO
Julho 2024 - nº 630
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.