A Abrir
28 maio 2020

Desafios ambientais

Tempo de leitura: 2 min
Juntos, devemos encontrar soluções que permitam salvar o planeta e garantir o futuro para as próximas gerações.
Bernardino Frutuoso
---

Vivemos ainda os tempos difíceis e complexos da pandemia causada pelo novo coronavírus – um tema muito presente neste número da nossa revista. Para conter a covid-19, a doença provocada pelo vírus, em quase todos os países do planeta fomos obrigados a ficar em quarentena nas nossas casas. Houve, por isso, uma paralisação quase completa do trânsito e de muitas indústrias. Em consequência, a poluição do ar e as emissões de gases com efeito de estufa caíram a pique e perceberam-se as consequências do isolamento social na Natureza.

A redução temporária das emissões poluentes é uma boa notícia, mas, como lembrou o secretário-geral da ONU, António Guterres, não é por ter agora baixado a poluição que se resolve o problema das alterações climáticas. Estas poderão, até, acentuar-se. Dizem os especialistas que a Humanidade vai «voltar ao normal» e os países reorganizar as suas prioridades. Para recuperar o crescimento económico, vai-se, por um lado, aumentar a produção industrial e, portanto, a contaminação; por outro lado, vão-se sacrificar as preocupações ecológicas, passando as leis ambientais para segundo plano e cortando os apoios financeiros a projetos ecológicos.

Esta metacrise é um desafio e uma oportunidade para enfrentar as alterações climáticas com seriedade e responsabilidade. Juntos, pensando no bem de todos, devemos encontrar soluções que permitam salvar o planeta e garantir o futuro para as próximas gerações.

No dia 5 deste mês, celebramos o Dia Mundial do Meio Ambiente e a data lembra-nos o nosso compromisso com a casa comum. No âmbito pessoal e familiar, sejamos ambientalistas e continuemos, por exemplo, a pôr em prática os 3 rr: reduzir, reutilizar e reciclar.

Partilhar
Tags
A Abrir
---
EDIÇÃO
Maio 2021 - nº 596
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.