A Abrir
01 novembro 2020

Viver em fraternidade

Tempo de leitura: 2 min
Reconhecer que somos irmãos e irmãs é a base para sonhar e construir um mundo melhor, mais justo e belo para todos.
Bernardino Frutuoso
---

O Papa Francisco escreveu, no início de outubro, uma carta sobre a fraternidade e a amizade social que se chama Tutti Fratelli (Todos Irmãos). Um tema fundamental para Jesus, que viveu em fraternidade de modo exemplar e convida os seus amigos a colocá-la como central na vida. Assim o fizeram os primeiros cristãos e muitos seguidores de Jesus ao longo da História, nomeadamente São Francisco de Assis, que muito inspirou o papa na escrita desta encíclica (palavra que vem do grego e significa “circular”, carta).

Também deves recordar que na Revolução Francesa (1789) se defenderam os ideais da liberdade, igualdade e fraternidade. Estes princípios integraram-se na Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão e, ao longo dos séculos, consagraram-se como direitos dos cidadãos nas constituições de muitos países. A fraternidade também se expressou no primeiro artigo da Declaração Universal dos Direitos do Homem. Afirma que todos os homens nascem livres e iguais em dignidade e direitos, são dotados de razão e de consciência e devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.

No entanto, a fraternidade é um valor frequentemente esquecido nas sociedades actuais: crescem as desigualdades sociais e a pobreza, não se respeita a vida e os direitos das pessoas, difunde-se a violência, o racismo e a discriminação. Por isso, o Papa Francisco vem dizer-nos que a fraternidade é o caminho para o desenvolvimento integral e a paz no mundo.

Todos nós estamos chamados a construir no dia a dia a fraternidade, por exemplo, escutando os outros, aceitando-os como são, partilhando o que somos e temos. Reconhecer que somos irmãos e irmãs é a base para sonhar e construir um mundo melhor, mais justo e belo para todos.

Partilhar
Tags
A Abrir
---
EDIÇÃO
Maio 2021 - nº 596
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.