A Abrir
01 fevereiro 2021

Recuperar os ecossistemas

Tempo de leitura: 2 min
Nesta década pretende-se promover a recuperação de ecossistemas degradados, tanto marinhos como terrestres.
Bernardino Frutuoso
---

Já há meses mencionei a obra O Homem Que Plantava Árvores, de Jean Giono. O autor conta a história verídica de um homem que, sozinho e com as próprias mãos, consegue reflorestar uma das regiões mais inóspitas e áridas de França e, assim, fez surgir um ecossistema rico e sustentável.

Recordo este livro porque a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou 2021-2030 como a Década para a Recuperação dos Ecossistemas (como já leste na Audácia). E são muitos os ecossistemas destruídos na nossa casa comum, a Terra. Segundo o World Resources Institute, existem dois mil milhões de hectares de terra degradados – uma área igual à soma da superfície dos Estados Unidos e da China. “Degradado” significa que a terra não consegue assegurar as funções ecológicas vitais, como produção de alimentos, água e condições habitáveis para os seres humanos. Isto deve-se, principalmente, à sobre-exploração dos recursos naturais por atividades humanas. Desmatamento, pastoreio excessivo, mineração, deposição de resíduos industriais e urbanos são alguns exemplos.

Nesta década pretende-se promover a recuperação de ecossistemas degradados, tanto marinhos como terrestres. Para os restaurar pode-se, por exemplo, plantar árvores, limpar e renaturalizar as margens dos rios, plantar flores para ajudar na polinização, identificar e remover espécies invasoras, proteger espécies animais ameaçadas, promover a agricultura sustentável.

Qual podes tu fazer? Ao longo destes dez anos, vamos todos comprometer-nos na recuperação dos ecossistemas e, deste modo, ter um planeta melhor para todos.

Partilhar
Tags
A Abrir
---
EDIÇÃO
Maio 2021 - nº 596
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.