A Abrir
01 novembro 2021

Conhecer e respeitar os direitos das crianças

Tempo de leitura: 1 min
Quando conhecemos os nossos direitos, que incluem também deveres, crescemos como pessoas.
Bernardino Frutuoso
---

Sabias que tens direitos? E que tens o direito de conhecer e aprender os teus direitos? Efetivamente, em 20 de novembro de 1989, as Nações Unidas adotaram por unanimidade a Convenção sobre os Direitos da Criança. O documento tem 54 artigos que explicam os direitos – civis, políticos, económicos, sociais e culturais – de todas as crianças e adolescentes, bem como as respetivas disposições para que sejam aplicados pelos governos dos países.

Nas últimas décadas, de modo geral, tem-se avançado no respeito dos direitos das crianças. Infelizmente, porém, há milhões de crianças no mundo que não desfrutam dos seus direitos. Não têm, por exemplo, escola, habitação, ou cuidados de saúde; há 160 milhões de crianças que trabalham em todo o mundo, um aumento de 8,4 milhões entre 2016 e 2020, segundo um relatório da Organização Internacional do Trabalho e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Quando conhecemos os nossos direitos, que incluem também deveres, crescemos como pessoas, pois interiorizámos um conjunto de valores – nomeadamente a igualdade, o respeito pela diversidade, a tolerância, a fraternidade, a justiça, a defesa e cuidado do meio ambiente – que nos ajudam a construir um mundo melhor, mais pacífico, justo e inclusivo.

Partilhar
Tags
A Abrir
---
EDIÇÃO
Maio 2022 - nº 607
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.