Valores
21 setembro 2019

Sou missionário porque amo a vida

Tempo de leitura: 1 min
Chamo-me Francisco Machado. Sou padre missionário há quase 29 anos, destes passei 17 em África, de que gostei muito.
Redação
---

Em Portugal, ajudei os adolescentes e jovens que queriam ser missionários. No Togo (África), onde atualmente me encontro, faço o mesmo.

Como homem que ama a vida, procuro levar a todos um olhar amigo que manifesta alegria, esperança e uma confiança inquebrantável no futuro.

Como chamado ao sacerdócio, empenho-me em fazer da minha vida um contínuo serviço na procura e partilha dos sinais da presença e ação libertadora de Deus no mundo.

Na Igreja a que pertenço não tenho outra missão que não seja testemunhar o amor de Deus para com a humanidade manifestado em Jesus Cristo. Partilho clara e abertamente que a Palavra de Deus pode recriar e renovar a vida de cada pessoa.

Esforço-me por tornar Jesus presente no mundo e na vida das pessoas, como o seu guia, força e bom amigo.

Partilhar
---
EDIÇÃO
Outubro 2019 - nº 578
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.