Ciência e tecnologia
27 agosto 2021

Armas e clima? Sim, a relação existe

Tempo de leitura: 3 min
As 23 principais potências militares geram 67% das emissões de CO2 que contribuem para as alterações climáticas.
Maria Filomena Silva
---

Há indústrias e negócios com tais números, que somos obrigados a usar muitos zeros para os escrever. Por exemplo, 1 000 000 000 (um milhar de milhões). Ou, mais ainda, 1 000 000 000 000 (um bilião). Astronómico – e difícil de imaginar –, não é? Mas é exatamente nestas ordens de grandeza que se contam os gastos (e respetivos ganhos) de um negócio muito particular: o da produção e venda de armamento, neste nosso mundo onde, por contraste, tanta gente vive sem tantas coisas básicas.

Mostram os números oficiais conhecidos que os gastos militares em todo o mundo, que nos últimos cinco anos têm estado sempre a crescer, atingiram em 2020 a marca de 1,63 biliões (1 630 000 000 000) de euros. Estes valores, e esta tendência imparável de crescimento em gastos militares, indicam uma crescente militarização global, dizem os peritos. E isso, por todos os motivos e mais alguns, não pode ser boa notícia.

Partilhar
Tags
Ciência
---
EDIÇÃO
Outubro 2021 - nº 600
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.