Sala de convívio
23 novembro 2019

Homenagem à inteligência emocional

Tempo de leitura: 1 min
A curta metragem de animação Monsterbox («A Caixa de Monstros») não tem qualquer palavra. Não precisa. Ela prende os nossos sentidos e emoções com a sua música, com as cores dos seus desenhos e com a sua mensagem, que fala de amizade.
Fernando Félix
Jornalista
---

O filme responde a uma pergunta: o que é capaz de nos fazer gostar de alguém que achamos feio, ou que só faz disparates? A resposta é: eles surpreendem-nos! Os protagonistas da história, uma criança e um idoso, parecem não ter muito em comum. Por sua vez, os monstros parece que incomodam. Todavia, há uma coisa que provoca a magia da amizade: cada um deixa de pensar em si mesmo, olha o outro com afeto e ambos começam a colaborar na tarefa a desempenhar.

A vida seria muito complicada se olhássemos para os outros apenas a partir da ideia que concebemos acerca do que é ser amigo. Por outras palavras, se «combinamos» ou se «não combinamos».

Na realidade, o que nos faz conviver é a capacidade de saber olhar, ouvir, respeitar, cuidar do outro, partilhar. Monsterbox faz-nos pensar nisso, porque fala de compreensão e ternura num mundo onde as formas físicas não agradam, mas, onde, precisamente por isso, se podem ter gostos diferentes e qualquer um pode aprender com os outros.

 

Sobre o filme

Título: Monsterbox

Género: Animação

Realizador: Ludovic Gavillet, Derya Kocaurlu, Lucas Hudson e Colin Jean-Saunier

Duração: 7 min e 38 s.

Assiste:

 

 

 

Partilhar
---
EDIÇÃO
Dezembro 2019 - nº 580
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.