Sala de convívio
30 abril 2020

Cabelo adorável

Tempo de leitura: 1 min
O filme «Hair Love» recebeu, este ano, o óscar de Melhor Curta de Animação. É uma película cheia de simbolismo.
Fernando Félix
Jornalista
---

Um pai afro-americano tenta pentear, pela primeira vez, o cabelo crespo da sua filha Zuri. O protagonismo paterno é intencional. Entre as comunidades negras, essa é uma tarefa realizada predominantemente pelas mulheres. O pai de Zuri torna-se, por isso, um exemplo, uma inspiração positiva. Matthew Cherry, que escreveu o guião e dirigiu o filme, explicou que já assistiu a muitos vídeos sobre pais afro-americanos que penteiam as suas filhas. Todavia, o que torna virais esses vídeos é que «parecem uma anomalia. As pessoas partilham porque não estão acostumadas a vê-lo», disse ao programa de televisão Good Morning America.

Um segundo elemento simbólico do filme é a forte união da família Black. A Zuri pesquisa sobre estilos de penteados, mas não consegue aplicá-los a si. O pai esforça-se por ajudá-la. O desejo é cumprido com a ajuda de um vídeo que tinha sido produzido pela mãe de Zuri.

 

Sobre o filme

Título: Hair Love

Género: Animação

Realizador: Matthew Cherry

Duração: 6 minutos

Assiste

 

_________________________________________

Nestes tempos da covid-19, pedem-nos que fiquemos em casa para nos protegermos, cuidar de nós e dos nossos e ser solidários com a comunidade. Os Missionários Combonianos e as revistas Além-Mar e Audácia querem contribuir para que passes este período da melhor forma possível e, por isso, enquanto durar a quarentena, decidimos tornar de leitura livre todos os conteúdos das nossas publicações missionárias.

Partilhar
---
EDIÇÃO
Maio 2020 - nº 585
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.