Sala de convívio
11 junho 2020

O morcego colorido

Tempo de leitura: 2 min
Este teatro sugere-te que aprecies o que és e tens. Que nunca te consideres superior aos outros e não julgues pela aparência.
Redação
---

Personagens: narrador, morcego, Deus, pelicano e formiga. 

 

Narrador: Era uma vez um morcego que vivia envergonhado. Achava-se feio, por causa da cor das suas asas e do seu corpo.

Morcego: Tenho inveja das outras aves, que têm penas de cores deslumbrantes, enquanto eu sou todo preto.

Narrador: Um dia, deixou de se lamentar e teve uma ideia…

Morcego: Vou ter com o Criador e peço-lhe que me dê também penas coloridas.

Narrador: Então, o morcego voou até às alturas, apresentou-se diante de Deus e fez-lhe o pedido.

Deus: Lamento, morcego, mas já não tenho penas às cores. Usei-as todas na criação das aves.

Morcego: E não podes fazer nada por mim?

Deus: Tenho uma ideia: e se fosses pedir uma pena a cada pássaro? Não lhes custava nada e terias as asas ao teu gosto.

Morcego: Ótima ideia. Vou já fazer isso.

Narrador: O morcego foi, escolheu as aves mais belas e pediu uma pena a cada uma.

Morcego: Quando me revestir destas penas coloridas, serei o animal mais belo da Terra!

Narrador: De dia e de noite, altivo e vaidoso, o morcego não parava de voar, apreciando como os outros animais o admiravam.

Pelicano: As suas cores brilham tanto que os reflexos das suas penas formam um arco-íris no céu.

Formiga: É! Mas ele converteu-se num ser presunçoso, e agora humilha todos os animais, por não sermos tão bonitos quanto ele!

Narrador: Deus, que vê e sente tudo, decide intervir.

Deus: Querido morcego, ouvi o teu pedido e as aves foram generosas. Não te bastava sentires-te bem contigo? Tinhas de ser maldoso com o teu próximo? Porque os humilhas? Vou tirar-te as penas coloridas e voltarás ao teu aspeto original.

Narrador: O morcego sentiu tanta vergonha que, desde então, vive às escuras em grutas e sai só de noite, para que ninguém o veja.

 

Descarrega a ilustração. Imprime e pinta. Cria as outras personagens. Boa diversão.

Pag31

Partilhar
---
EDIÇÃO
Julho 2020 - nº 587
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.