Actualidades
20 janeiro 2020

Cerca de 7000 pessoas em fuga após ataque terrorista no Níger

Tempo de leitura: 1 min
Oitenta e nove soldados foram mortos no ataque
---

Cerca de 7000 pessoas fugiram da região de Chinégodar, no Níger, após um ataque que fez 89 mortos no dia 9 de janeiro. O ataque, atribuído ao grupo armado Estado Islâmico, atingiu uma base do exército próxima da fronteira com o Mali.

O ataque de Chinégodar, com 89 soldados mortos, é um dos mais mortíferos da história do Níger. Em 2015, uma ofensiva do Boko Haram na ilha de Karamga deixou 46 soldados e 28 civis mortos e 32 desaparecidos.

Este foi o terceiro ataque na região a provocar um elevado número de vítimas no período de um mês, todos reivindicados pelo grupo jihadista Estado Islâmico e com a mesma forma de atuação, com a utilização de motos e veículos que transportam os combatentes armados, depois a fuga em direção ao Mali.

De acordo com a ONU, os ataques jihadistas no Mali, no Níger e no Burkina Faso fizeram 4000 mortos em 2019.

Partilhar
Newsletter

Receba as nossas notícias no seu e-mail