Igreja
04 fevereiro 2020

País «está a morrer»

Tempo de leitura: 1 min
O Haiti é um dos países mais pobres do mundo.
Redacção
---

Désinord Jean, bispo de Hinche (Haiti), afirma que o país «está a morrer». Dez anos depois do sismo que devastou o país, registam-se manifestações e protestos que paralisaram o país e o combustível esgotou. Neste país, um dos mais pobres do mundo, o desemprego atinge 80% da população activa, afectando de modo especial os jovens, que são 65% da população.

O bispo sublinha, em declarações à fundação AIS, que «a pobreza extrema tira a esperança das pessoas» e que o regime corrupto do presidente Jovenal Moïse está no centro da crise e continua surdo aos apelos da sociedade e da Igreja. «Apesar dos nossos pedidos repetidos ao longo de quase dois anos, os políticos do Haiti continuam surdos. Em Julho de 2018, já tínhamos uma grande crise e o Governo não fez nada», disse D. Désinord.

Numa carta aberta publicada em Setembro passado, a Conferência Episcopal acusou o Governo e a oposição de serem incapazes de dialogar. «Se o país está em chamas, é por causa da vossa irresponsabilidade», denunciaram os bispos.

Partilhar
---
EDIÇÃO
Fevereiro 2020 - nº 699
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.