Cultura
29 outubro 2019

Um circo com preocupação social

Tempo de leitura: 8 min
Na língua nauatle, falada na região centro do México, machincuepa significa «cambalhota» ou «pirueta». Mas para centenas de adolescentes e jovens da periferia da Cidade do México, Machincuepa é, ao mesmo tempo, recreação e recriação, porque se trata de uma escola de vida, pelas artes circenses.
Fernando Félix
Jornalista
---

Uma tenda majestosa do Cirque du Soleil foi montada na zona rica da Cidade do México. A poucos quilómetros dali, no bairro Las Águilas, terra de colinas e casas encravadas nas encostas, outro tipo de circo nascido do Cirque du Soleil transforma a vida dos jovens mais pobres e necessitados da periferia da capital mexicana.

O Cirque du Soleil é a maior companhia circense do mundo. Nasceu no Canadá, em 1984. Constituída por mais de 4000 funcionários, dos quais 1300 artistas de vários países, faz digressões por todo o mundo, e encanta, emociona e contagia o público com a magia das suas cores, músicas, acrobacias e narrativas. Habitualmente, os espectáculos caracterizam-se pela perícia e beleza extremas, e isso reflecte-se no preço elevado dos bilhetes para os espectadores.

Partilhar
---
EDIÇÃO
Novembro 2019 - nº 698
Faça a assinatura da Além-Mar. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.