Valores
11 setembro 2019

Sou missionário e sou feliz

Tempo de leitura: 1 min
Sou o P. Marcelo Oliveira, missionário comboniano, e fui ordenado sacerdote a 24 de Julho de 2005.
Redação
---

Desde criança que me senti atraído para ser padre. O exemplo e o testemunho do meu pároco fascinavam-me. 

Talvez ao entrar no seminário apenas pensasse ser padre, mas depois descobri que deveria ser também missionário e, por isso, decidi ser sacerdote e missionário comboniano. 

Sinto-me realizado pela escolha que fiz e que faço cada dia. Vivo o meu sacerdócio como entrega a Deus e à Igreja para levar a todos sem distinção a Boa-Nova de Jesus. 

Tenho desenvolvido a minha missão na República Democrática do Congo (África). Sinto que a razão do meu existir se centra no anunciar Jesus aos povos que já o conhecem e, sobretudo, àqueles que nunca ouviram falar d’Ele. Com base nesta opção, procuro no meu dia a dia levar Jesus aos jovens e adolescentes que encontro nas minhas atividades. E sou muito feliz por isto.

Partilhar
---
EDIÇÃO
Setembro 2019 - nº 577
Faça a assinatura da Audácia. Pode optar por recebê-la em casa e/ou ler o ePaper on-line.